Foto: Reprodução OCP
Foto: Reprodução OCP

Na tarde desta quarta-feira (06) em uma Live em seu Facebook, o empresário catarinense Luciano Hang, relatou que por pouco não foi vítima de um “atentado terrorista” como ele mesmo caracterizou. Segundo relatos de Luciano, um grupo de três pessoas visitou a loja matriz, em Brusque, nesta segunda-feira, (4), e na terça-feira, (5), de posse de uma faca. Segundo os relatos dos funcionários, o autor do “atentado”, teria invadido a loja em busca de Luciano, que estava em viagem, dizendo que estava lá para dar uma “lição” no empresário que seria “fascista”.

Como Luciano não estava, o autor esfaqueou a imagem do mesmo que fica na entrada da loja, dizendo que a vontade era de fazer o ato pessoalmente contra Luciano. A equipe de segurança conseguiu capturar os membros do grupo e realizou um boletim de ocorrência. A PM encaminhou o mesmo para a delegacia do município, e já teria sido liberado. Ele teria relatado um desafeto político com o empresário por ser de esquerda. Em suas redes sociais, o homem ostenta fotos com diversos políticos do Partido dos Trabalhadores de SC, com bandeiras do partido e com ofensas ao presidente Bolsonaro, bastante apoiado pelo empresário.

Na segunda ele já foi levado para a delegacia, sendo liberado no mesmo dia e voltando no segundo dia com outros dois homens. Luciano relata que agora anda com segurança reforçada e coletes a prova de balas.

Autor diz que riscou boneco com chave

Maurício Della Justina, o homem acusado por Luciano Hang de tentar cometer um atentado terrorista contra ele, confirmou o ato, mas afirmou que atacou um boneco com o rosto de Hang, que fica em frente a todas as lojas da rede. Ele argumenta ainda que não utilizou uma faca, mas sim uma chave. Segundo informações da PC, o autor também disse que não é um terrorista, mas que teve um momento de indignação contra uma atitude do dono das lojas Havan.

Atentado ocorre na semana da inclusão na Forbes

A Forbes, revista de finanças e negócios, divulgou a sua lista anual de bilionários ao redor do mundo. Dentre as novidades deste ano estão alguns brasileiros, mas o destaque fica para Luciano Hang, dono da rede de lojas Havan.

O empresário catarinense, que possui uma fortuna estimada em R$ 8,3 bilhões, ficou na 1.057ª posição mundial e na 21ª colocação na lista brasileira empatado com outros bilionários como Ermírio Pereira de Moraes, do Grupo Votorantim.

No total, 18 novos bilionários brasileiros entraram para a lista neste ano. A revista produziu uma matéria especial sobre o assunto dando destaque para a acensão de Luciano Hang.

Quer receber as notícias no WhatsApp?