Resumo da notícia:

  • Um empresário foi indiciado pela Polícia Civil nesta segunda-feira (20) em Araquari
  • Ele era o responsável por uma empresa que fabricava álcool em gel considerado irregular
  • A ação foi uma consequência da operação Álcool Falso, desencadeada pelo Procon

 

Nesta segunda-feira (20), um homem foi indiciado pela Polícia Civil em Araquari, no Norte do estado, por crimes contra a saúde pública, as relações de consumo e o meio ambiente. Ele era o responsável por uma empresa que produzia álcool em gel considerado irregular.

A ação foi uma consequência da operação Álcool Falso, desencadeada pelo Procon, com auxílio da Polícia Civil, no dia 8 de julho.

Na ocasião, foram realizadas uma série de análises e fiscalizações em produtos do tipo álcool em gel colocados no mercado por diversas empresas.

Crimes

Conforme a apuração, algumas delas não obedeciam aos critérios de qualidade e eficiência preconizados pela legislação e pela Anvisa. Diversos produtos apresentavam concentração do álcool etílico abaixo dos 70% anunciados.

Durante os trabalhos de fiscalização, a Polícia Civil verificou que, além das infrações administrativas, os responsáveis pelos estabelecimentos comerciais também praticaram infrações penais. Três pessoas foram presas em flagrante em Araquari.

Em uma das empresas fiscalizadas não foi possível localizar o responsável, sendo instaurado inquérito policial para dar continuidade à apuração dos fatos.

Conclusão

Hoje, foram concluídos os trabalhos e o empresário acabou sendo indiciado pelos crimes mencionados.

Conforme a polícia, a venda do álcool em gel irregular, por não ser apto a eliminar os vírus e microrganismos, prejudica não só quem adquire o produto, mas diversas pessoas, que poderão ser contaminadas.

Além disso, há risco de irritações na pele, queimaduras, alergias e até intoxicação. Os autos foram enviados ao Poder Judiciário e ao Ministério Público para análise.

 

Receba no seu WhatsApp somente notícias sobre Segurança Pública da região (Trânsito, Operações Policiais. etc...):

Whatsapp

Grupo OCP Segurança

Telegram

OCP Segurança