A 6ª Região de Polícia Militar (6ª RPM) finalizou a Operação Eleições 2020, que teve início no dia 31 de outubro. Somente ontem, foram totalizadas 122 ocorrências. Um candidato e nove eleitores foram flagrados cometendo crimes eleitorais.

“Finalizamos a Operação Eleições com bons resultados e, apesar das várias intervenções policiais registradas, por iniciativa ou por denúncias direcionadas ao 190 ou diretamente aos policiais militares, em patrulhamento, podemos afirmar que as ações desenvolvidas possibilitaram que as eleições de 2020 fossem consideradas tranquilas em nossa Região”, pontuou o comandante da 6ª RPM, coronel Evandro de Andrade Fraga.

Efetivo

Ao todo, a 6ª RPM empregou um total de 523 policiais, sendo 21 policiais exclusivamente na Central Regional de Emergência (190) e 161 viaturas que atuaram nas nove zonas eleitorais e 1.475 seções, nos 27 municípios da região.

Os policiais estiveram nas ruas, nas proximidades dos locais de votação, atuando na garantia da preservação da ordem pública e, em caso de necessidade, na repressão de possíveis crimes relacionados ao pleito.

Fotos: Divulgação PM

“O empenho, a dedicação e o comprometimento dos nossos policiais militares e agentes temporários, distribuídos no Policiamento Ostensivo Ordinário, empregados nas imediações dos prédios eleitorais, na Central Regional, nos Centros de Operações, na Sala de Situação e nas proximidades com os juízes eleitorais foram fundamentais nos fluxos das informações ágeis, e com qualidades, e para os processos de tomadas de decisões. As ações e operações preventivas, a maior ostensividade e presença policial e as operações repressivas, aliadas às ações de inteligências, realizadas em cada município da 6ª RPM, possibilitaram a redução do número ocorrências eleitorais, comparado com as eleições municipais de 2016”, finaliza o comandante.

 

 

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp