Kristine Barnett, 45 anos, e seu ex-marido Michael Barnett, 43 anos, adotaram Natalia Grace, uma garota ucraniana com nanismo em 2010. Em 2013, eles a deixaram sozinha em um apartamento em Indiana, nos Estados Unidos, antes de se mudarem para o Canadá.

A polícia agora acusa o casal de negligência, mas Barnett diz que Natalia é na verdade uma mulher de 30 anos, que tinha 22 na época de sua adoção.

Ela afirma que a filha adotiva fingiu ser criança, mas que a família logo percebeu que ela menstruava, tinha dentes de adultos e até mesmo pelos pubianos.

Foto Kristine Barnett /Facebook

A situação complica ainda mais com a revelação de que a suposta criança teria tentado matar os pais adotivos. "Tivemos que esconder os objetos pontiagudos que tínhamos em casa e cheguei a pegar ela colocando alvejante no meu café uma vez", conta Kristine Barnett.

Eventualmente, os Barnetts procuraram a ajuda de um médico que solicitou testes de densidade óssea para estabelecer a idade de sua filha. Os resultados, segundo a família, demonstraram que Natalia tinha pelo menos 14 anos.

A família garante que não abandonou Natalia depois da mudança, garantindo que o aluguel do apartamento onde ela ficou estivesse sempre pago.

Nova família

Depois que a história veio à tona, descobriu-se que Natalia agora mora com o pastor Antwon Mans, de 36 anos, sua esposa, Cynthia, de 39, e outros cinco irmãos. Além de conviver com a família, ela também vai à igreja dos novos pais.

Foto Reprodução

Ao jornal, um amigo da família considerou a tese de que a menina é uma mulher adulta como “ridícula”. Ele também disse que os Mans encontraram uma criança em necessidade e decidiram recebê-la em sua família.

Fonte: Metro e Pleno News

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram

Facebook Messenger