A educadora Márcia Sartor Preve, da rede estadual de ensino de Orleans, passou no último fim de semana uma situação triste, lamentável e que tem causado muita indignação aos moradores da cidade.

Ela estava na praça, no último sábado e, inesperadamente, foi atingida por um soco na nuca.

Com o forte impacto, bateu a cabeça em um poste, o que lhe causou lesões.

O autor da agressão é um homem bem conhecido no município, dessas figuras antigas, e possui deficiência mental.

Informações apuradas pela reportagem revelam que ele frequenta o Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) da cidade.

Reincidente

E mais: Não é a primeira vez que Bigu, como é chamado, que é morador de rua, faz uma agressão dessa natureza.

Há relatos da mesma prática contra outras mulheres.

"Ele me agrediu, me machucou, mas felizmente estou bem. Fazendo de tudo para que essa pessoa seja internada porque lugar de pessoas perigosas como ele é numa clinica, para que não venha bater em mais mulheres por aí", desabafou.

"Estou indo atrás de tudo para que seja retirado de circulação. Estou acionando pessoas que vão me auxiliar nisso. Vou até o fim para que não fique mais machucando. Não desejo que faça mais isso com outras mulheres", lamentou.

Registro policial

A reportagem também conseguiu informações de que os órgãos competentes estão mobilizados para resolver o problema.

A ocorrência também foi registrada na polícia.

Afastamento

A professora teve que se afastar de suas funções e está de atestado médico por cinco dias da escola que leciona.

Fonte: Notisul / Imagem Meramente Ilustrativa