Dupla que participou de tentativa de assalto a carros-fortes no Paraná é presa

Dupla que participou de tentativa de assalto a carros-fortes no Paraná é presa Dupla que participou de tentativa de assalto a carros-fortes no Paraná é presa

Segurança

Por: OCP News Jaraguá do Sul

quarta-feira, 08:31 - 07/02/2018

OCP News Jaraguá do Sul
Dois bandidos que participaram da tentativa de assalto a cinco carros-fortes na BR-376, na manhã desta terça-feira (6), foram apresentados no fim da tarde na Secretaria de Segurança Pública (SESP-PR). Eles foram presos por policiais do Centro de Operações Policiais Especiais (COPE). O caso aconteceu na Ponte do Rio Tibagi, próximo à Colônia Witmarsum, em Palmeira, nos Campos Gerais do Paraná. Com eles foram apreendidos cinco carros, duas armas parabinas .50, dois fuzis, algumas pistolas, munições e diversos explosivos prontos para uso. Ainda não se sabe se os acusados possuem ficha criminal, mas um deles possuí um parente preso por participar da quadrilha que saía de Curitiba e ia para o interior do Estado para explodir caixas eletrônicos. “A suspeita é de que seja a mesma quadrilha que assaltou um carro forte na BR-277, já que há uma grande rotatividade de integrantes, mas o núcleo geralmente permanece o mesmo” afirmou o delegado Rodrigo Brown, que cuida do caso. Quer receber as reportagens do Aconteceu em Jaraguá do Sul via Whatsapp? Basta clicar aqui Os dois rapazes foram autuados em flagrante e as armas, inclusive dos vigilantes, foram apreendidas para montar a dinâmica de como o crime ocorreu. Nenhuma hipótese está descartada. Por isso, as armas dos funcionários também irão para o exame da balística, já que suspeitas apontam que um dos vigilantes atirou contra um inocente. “Os vigilantes estão sendo encaminhados para o COPE, terão suas armas apreendidas e com os exames poderemos afirmar se a hipótese é verdadeira. É certo que, se esse caso aconteceu, não foi a intenção de algum funcionário” esclareceu o delegado. Vários detalhes ainda serão investigados, principalmente como os bandidos conseguiram as informações, já que cinco carros-fortes andando juntos não é uma situação comum. “Para fazer uma ação dessas, eles [bandidos] tem que ter informação privilegiada de alguma maneira” finalizou Brown. A Polícia acredita que outras 10 pessoas estejam envolvidas no crime. Nota da empresa "Em relação à tentativa frustrada de assalto envolvendo um grande número de criminosos na BR-376, no Paraná, a empresa informa que seus colaboradores efetuaram uma manobra de segurança com os carros-fortes e conseguiram neutralizar um dos flancos do ataque do bando. O procedimento adotado é fruto do amplo e constante treinamento que nossos vigilantes são submetidos, capacitação que atende as mais rigorosas normas de segurança estipuladas pelas autoridades competentes brasileiras. Nossos colaboradores encontram-se em segurança e a empresa enaltece toda a assistência recebida pelas forças de segurança do Estado na busca e prisão de meliantes. Infelizmente, a ação dos criminosos deixou vítimas civis, para quem deixamos nossa solidariedade aos familiares e amigos.” Tentativa de assalto Para bloquear a rodovia os bandidos atravessaram um caminhão bitrem, por volta das 8h50, em uma das pistas entre Curitiba e Ponta Grossa. Também foram utilizados pregos espalhados pelo chão. No momento em que o comboio de carros-fortes chegou ao bloqueio iniciou a troca de tiros entre os bandidos e os vigilantes. A BR-376 ficou interditada durante grande parte do dia e só foi totalmente liberada por volta das 17 horas, provocando congestionamentos que chegaram a 20 quilômetros. O secretário da Segurança Pública e Administração Penitenciária, Julio Cezar dos Reis, lamentou a morte de pessoas inocentes que passavam pela rodovia no momento da ação criminosa. O vereador Elton Alexandre Aguiar Matta, da cidade de Barra do Jacaré, região Norte do Estado, e o caminhoneiro Vilson Pereira, que passavam pelo local no momento da ocorrência, foram atingidos e morreram. Outro vereador da mesma cidade, Miguel Calixto, foi socorrido e levado a um hospital de Ponta Grossa. Com informações do portal RIC Mais Paraná
×