A Polícia Civil de São Miguel do Oeste já recebeu duas vítimas que relatam ter sido alvo das investidas criminosas do médium João de Deus.

Segundo os relatos, as mulheres, a pretexto de serem curadas, teriam sido vítimas de abusos sexuais praticados pelo médium, na Casa de Dom Inácio de Loyolla, onde ele atende ao público, na cidade de Abadiânia, Goiás.

A Polícia Civil catarinense registrou boletim de ocorrência, colheu as declarações das duas vítimas e encaminhou à Polícia Civil de Abadiânia, para conhecimento e providências legais.

Já são mais de trezentas vítimas que procuraram a Polícia Civil ou o Ministério Público para denunciar os abusos sofridos, o que resultou na decretação da prisão preventiva de João de Deus, que foi cumprida em Goiás.

A Polícia Civil orienta as possíveis vítimas do médium João de Deus a procurar as Delegacias de Polícia de suas cidades, eis que toda informação acerca dos fatos é muito importante para a investigação em curso, independentemente da época em que os abusos aconteceram.

 

Quer receber as notícias no WhatsApp?