Policiais rodoviários federais flagraram nesta segunda-feira (26), na BR-101 em Araranguá, duas carretas “rodotrem” cada uma com cerca de 19 toneladas a mais que o máximo permitido para o conjunto.

 

Os dois Scanias pertencem à mesma empresa de Itajaí/SC, e transportavam contêineres com carne de frango para exportação. O primeiro conjunto, fiscalizado à tarde, pesou 19.277 quilos a mais que o permitido. O segundo, parado à noite, acusou 18.441 quilos de excesso. Ambos também ultrapassaram a capacidade máxima de tração (CMT). O valor das multas para o embarcador/transportador somou quase 27 mil reais. Os veículos somente seguiram viagem após o transbordo da carga a mais para outra carreta.

 

O pavimento asfáltico é um patrimônio público. O peso acima do permitido causa buracos, rachaduras e desníveis. Quem paga a conta é toda a sociedade. Além disso, o veículo não foi projetado para levar a carga excedente. O sistema de freios e de suspensão ficam sobrecarregados, aumentando a chance de acidentes e trazendo riscos para o motorista.