Por decisão da 3ª Câmara do Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC), o ex-secretário da Casa Civil, Douglas Borba, conseguiu um habeas corpus e deve deixar a prisão ainda nesta terça-feira (7).

Doulgas Borba foi preso durante a Operação Oxigênio, que investiga a compra de 200 respiradores pagos por R$ 33 milhões pelo Governo do Estado, sem que os equipamentos tivessem chegado ao estado.

O ex-chefe da Casa Civil é apontado nas investigações como um dos responsáveis pelo encaminhamento da operação de compra com a empresa Veigamed.

Ele nega as acusações e garante que apenas repassava os interessados em vender os equipamentos para o governo para a secretaria da Saúde.

 

Quer mais notícias do Coronavírus COVID-19 no seu celular?

Mais notícias você encontra na área especial sobre o tema:

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp