Após ficarem quase dois meses no Instituto Médico Legal (IML), os corpos das duas haitianas que morreram em um acidente de carro em PInhalzinho, foram liberados.

As duas, que eram mãe e filha, foram enterradas na tarde desta segunda-feira (27) em Concórdia, na mesma região.

Um adolescente de 16 anos, único sobrevivente do acidente, recebeu alta do hospital nesta semana. O acidente ocorreu na manhã do dia 9 de dezembro.

Um Golf com placas de Itá saiu da pista após uma curva e caiu em uma ribanceira de pelo menos 37 metros de altura. O carro só parou quando bateu em uma árvore.

A demora na liberação dos corpos ocorreu porque a família, que está no Haiti, não tinha condições financeiras para vir até Chapecó, onde fica o IML em que estavam as vítimas. Entretanto, os parentes escolheram um representante legal para fazer os procedimentos.

Receba no seu WhatsApp somente notícias sobre Segurança Pública da região (Trânsito, Operações Policiais. etc...):

Telegram