Dois homens foram condenados por um furto a um caixa eletrônico da Caixa Econômica Federal em Jaraguá do Sul. A sessão do Tribunal do Júri ocorreu durante os dias 21 e 22 deste mês, em Itajaí. Somadas, as penas chegaram a mais de 65 anos de prisão.

Eder de Souza e Gilmar Francescon também foram condenados pelas tentativas de homicídio contra três agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF), além do roubo de uma caminhonete, associação criminosa armada e porte ilegal de arma de uso restrito.

As tentativas de homicídio ocorreram a um roubo a um caixa eletrônico em Três Barras, em 2016. Durante a fuga, eles passaram por uma barreira feita por agentes da PRF. Após ignorarem a ordem de parada, os policiais começaram uma perseguição pela BR-101.

Os assaltantes jogaram vários “miguelitos” para furar os pneus da viatura da PRF e dispararam vários tiros contra os policiais. Os assaltantes perderam o controle da caminhonete durante e fuga e capotaram, momento em que foram presos.

No interior da camionete foram encontradas armas, munição, mochilas com roupas e dinheiro em dólares americanos e reais, totalizados em US$ 279 e R$ 21.360.

O juri absolveu Eder da denúncia de roubo ao caixa eletrônico de Três Barras, mas o condenou pelos outros crimes. Ao todo, ele foi sentenciado a 33 anos, 10 meses e quatro dias de reclusão.

Gilmar foi absolvido das tentativas de homicídio, mas foi condenado pelo roubo em Três Barras e pelos outros crimes. A pena imposta a ele foi de 32 anos, nove meses e cinco dias de prisão.

Receba no seu WhatsApp somente notícias sobre Segurança Pública da região (Trânsito, Operações Policiais. etc...):

Telegram