A Divisão de Investigação Criminal prendeu Jeferson Cardozo, sócio da Autoescola Sinal Verde, na noite quarta-feira (14). O mandado de prisão preventiva por suspeita de corrupção ativa e organização criminosa foi expedido pela Justiça após no âmbito da investigação da Operação Sinal Vermelho, que apura um esquema de propina nos testes práticos de direção. Ele está preso no Presídio Regional de Blumenau.

A Autoescola Sinal Verde foi um dos quatro Centros de Formação de Condutores denunciados pelo Ministério Público de Santa Catarina à Justiça na primeira fase da operação. Além de Cardoso, o policial civil e examinador de trânsito, Jonas Bonifácio de Souza, acusado de ser o cabeça do esquema, está preso no Presídio Regional de Jaraguá do Sul.

Na primeira fase da operação, o Departamento de Trânsito de Santa Catarina (Detran-SC), interditou preventivamente quatro autoescolas. Lessmann, Sinal Verde, Marquardt e Piloto não podem exercer as atividades até o fim do processo administrativo que apura as denúncias do esquema para facilitar o teste de alunos dos Centros de Formação de Condutores.

O jornal O Correio do Povo conversou com o advogado de Cardozo. A defesa não vai ser pronunciar até ter acesso à fundamentação judicial usada para a prisão do suspeito.

Quer receber as notícias no WhatsApp?