A Divisão de Furtos e Roubos da Polícia Civil em Jaraguá do Sul divulgou, nesta segunda-feira (28), a finalização do inquérito que investigava um assalto ocorrido em uma residência no bairro Ilha da Figueira. As informações iniciais davam conta que o crime foi praticado por quatro indivíduos, dois adultos e dois adolescentes, em fevereiro deste ano. De acordo com informações da divisão, dois homens encapuzados amarraram as vítimas, um casal e duas crianças, e efetuaram um disparo, mas ninguém foi atingido. Depois do crime, os bandidos fugiram em uma caminhonete Toyota Hilux da família e levaram outros objetos. Segundo informações disponibilizadas pela Polícia Militar no dia do crime, os criminosos levaram duas televisões, dois celulares e uma bolsa com dinheiro. O grupo abandonou o veículo após o sistema de corte de combustível ser acionado. Ninguém foi preso no dia do crime. SAIBA MAIS: Bandidos assaltam residência e roubam carro da família em Jaraguá do Sul Durante as investigações, diversas diligências foram realizadas pelos policiais civis. Testemunhas foram ouvidas, exames periciais foram realizados no local do crime e nos objetos apreendidos, e mandados de busca e apreensão foram cumpridos. Após a coleta de provas, a Polícia Civil pediu ao Poder Judiciário a expedição dos mandados de prisão dos dois adultos envolvidos no crime e de mandados de busca e apreensão a serem cumpridos nas residências dos suspeitos. Um dos autores teve seu mandado de prisão cumprido no interior do Presídio Regional de Jaraguá do Sul. Ele foi preso em flagrante durante a prática de outro roubo. O segundo acusado de cometer o assalto, apesar dos esforços dos policiais civis, não foi encontrado e está foragido. Nos mandados de busca e apreensão foram ainda apreendidos outros objetos possivelmente relacionados aos crimes praticados. Os artefatos foram encaminhados ao IGP para novo exame pericial. Além do roubo, as investigações apontam que os autores estavam envolvidos em outros delitos, inclusive demonstrando que um dos autores é integrante de facção criminosa. No inquérito policial encaminhado ao Judiciário, um dos autores foi indiciado por roubo, corrupção de menores e organização criminosa. O outro foi indiciado por roubo, associação criminosa e corrupção de menores. Os adolescentes envolvidos devem responder pelos atos infracionais análogos ao roubo e associação criminosa. Os policiais civis seguem na captura do outro homem foragido.