A Justiça condenou quatro homens acusados de matar um colega de cela, no Presídio Regional de Joinville, com 237 punhaladas.

O homicídio, ocorrido em janeiro de 2019, foi qualificado por meio cruel e recurso que dificultou a defesa da vítima.

 

 

Conforme os autos, enquanto a vítima dormia, os acusados utilizaram um instrumento perfurante para matá-la.

Dois dos réus estavam soltos e, com a sentença, retornaram imediatamente ao sistema carcerário.

As penas aplicadas variam entre 18 e 22 anos e devem ser cumpridas em regime inicial fechado.