O homem que atropelou e matou a idosa Loni Matthies, de 76 anos, foi liberado pela justiça após pagar fiança.

O acidente, que foi registrado na tarde desta quarta-feira (1), causou grande comoção pelo fato de o condutor, de 21 anos, não ter parado para prestar socorro à vítima.

O pai do motorista ligou para a polícia e falou que no dia, o filho havia pego o carro. Quando o jovem retornou, o pai percebeu que o veículo estava danificado na parte da frente. O filho contou que tinha atingido alguma coisa na rua.

A Polícia Militar prendeu o rapaz por homicídio culposo. Segundo a corporação, o teste do bafômetro não apontou a presença de álcool no sangue do condutor.

Ele passou por audiência de custódia e foi liberado ainda na quarta. Ele deve responder por homicídio culposos, quando não há intenção de matar.

A idosa foi velada e enterrada na tarde desta quinta-feira (2) no cemitério municipal.