Dois homens morreram e um foi ferido a tiros após sofrerem um acidente de carro em São José do Cerrito, na Serra catarinense, na quarta-feira (10). A ocorrência foi registrada pela Polícia Militar de Lages, às 2h50 de quarta, na localidade de Bela Vista. Os três homens estavam em um Palio e, pela escuridão, acreditaram que uma balsa no rio Canoas se tratava de uma ponte. Ao atravessar a plataforma, o carro caiu na água.

O motorista do veículo, de 29 anos, conseguiu escapar do veículo, sair do rio e ir em busca de socorro, mas, confundido com um assaltante, foi baleado pelo caseiro da propriedade rural onde foi pedir ajuda. Baleado na barriga, ele passou por uma cirurgia e continua internado em um hospital de Lages, segundo informações da Polícia Civil.

Os bombeiros encontraram o veículo submerso com os corpos dos dois outros ocupantes. De acordo com a Polícia Civil, o caseiro da propriedade informou que ouviu barulhos vindos da rua e que quando saiu da casa viu a porta do paiol arrombada e na direção dele notou um “vulto”.

“O caseiro gritou para que ele parasse. O homem não respondeu e continuou andando. O caseiro entendeu que poderia ser um ladrão, pois o paiol já havia sido furtado outras vezes, e atirou”, detalha Marcos Antônio dos Reis, responsável pela Delegacia de São José do Cerrito.

Segundo Reis, a vítima estava apenas de cueca. Depois de ferido, o caseiro cobriu o homem com um cobertor até que a Polícia Militar e o Samu chegassem. A arma, um revólver calibre 38, que pertence ao dono da propriedade foi apreendida. O caseiro não tem porte de arma, segundo apurou a Polícia Civil.

Ainda na quarta-feira, os bombeiros realizaram buscas pelo carro. Os mergulhadores encontraram o veículo a cerca de nove metros de profundidade e o retiraram com auxílio de um trator. Dentro estavam os corpos dos outros dois ocupantes, um homem de 45 anos e outro que não teve idade divulgada, assim como não foram divulgadas as identidades dos mesmos. *Com informações do G1 SC