Um delegado foi encontrado morto na sede da Polícia Federal em Caxias do Sul, na Serra Gaúcha, na manhã desta segunda-feira (9). Gastão Schefer Neto, de 48 anos, estava com um ferimento por arma de fogo.

 

 

De acordo com a Polícia Federal, que conduz as investigações, o caso está sendo tratado inicialmente como suicídio. O delegado estava trabalhando em Caxias desde o mês de junho.

Natural do Paraná, em 2020, Schefer foi chefe de gabinete da Secretaria Nacional de Políticas de Promoção da Igualdade Racial do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos.

O delegado também concorreu ao cargo de deputado federal pelo Paraná duas vezes. Em 2018, pelo PSL, recebeu 4.670 votos. Já em 2014, pelo PR (hoje PL), o delegado conquistou 23.239 votos. Em ambas as ocasiões, não foi eleito.

Nas redes sociais, sindicatos de delegados e policiais federais do Rio Grande do Sul e do Paraná lamentaram a morte de Schefer.

"O SINPEF/RS comunica, com profundo pesar, o falecimento do DPF GASTÃO SCHEFER NETO, lotado na SR/PF/PR, durante missão na Delegacia de Caxias do Sul/RS. Ele foi empossado em 2002 na PF como Escrivão, com lotação em Caxias. Nossas condolências à família e aos amigos neste momento de dor", diz a nota do Sindicato dos Policiais Federais do RS.

*Com informações do portal Serra Nossa

 

Receba no seu WhatsApp somente notícias sobre segurança pública da região (acidentes de trânsito, ações policiais):

Whatsapp

Grupo OCP Segurança

Telegram

OCP Segurança