Massaranduba amanheceu nesta quarta-feira (1°) sem energia. A passagem do ciclone extratropical que causou estragos em toda a rede elétrica na noite de terça-feira (30) deixando toda a cidade sem previsão de retorno do fornecimento.

Até as 11 horas, o secretário de Planejamento e Meio Ambiente e coordenador da Defesa Civil, Fabiano Spezia, não tinha informações de quando a Celesc iria disponibilizar equipes para realizar os reparos. O município também estava sem telefonia móvel.

A passagem do ciclone trouxe fortes rajadas ventos que atingiram especialmente as áreas mais baixas, como Massarandubinha e Ribeirão da Lagoa, mas os estragos foram em por todo o município.

Nas primeiras horas, Spezia conta que o esforço foi para liberar as ruas devido a quedas de árvores, localidades que ficaram interditadas e também diversos pontos da SC-108, com um trabalho dos Bombeiros Voluntários que seguiu até 22 horas.

Como em toda região, muitos destelhamentos foram registrados e população foi atendida. Todas as escolas do município foram afetadas.

Uma grande preocupação tem sido a destruição de plantações. “A agricultura está nos preocupando. A bananicultura, também teve bastantes perdas de palmáceas e alguma coisa de reflorestamento”, comenta. “Não conseguimos ainda traduzir em quantos por centro. Tivemos produtores que perderam 100% da produção”.

O abastecimento de água também deve ser normalizado durante a tarde e está funcionando com um gerador, comenta o secretário.

A Defesa Civil municipal aguarda o restabelecimento dos sistemas de comunicação para conseguir iniciar o levantamento dos prejuízos causados.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul