O tiroteio ocorrido na Wooden House, em Lages, na madrugada deste sábado (24), gerou minutos de extrema apreensão nas pessoas que estavam na casa noturna para se divertir.

 

 

Segundo uma testemunha que presenciou os acontecimentos, os tiros começaram de repente: "Todos correram para o banheiro ou se abaixaram", relatou.

Ela conta que foram muitos disparos e que, após um tempo, grande parte do público presente conseguiu fugir pela saída de emergência, inclusive ela: "Quando voltamos, tinha um homem deitado, provavelmente morto, na porta de entrada da festa".

Durante os momentos de tensão, ela afirma que acreditou que iriam atirar aleatoriamente em todos os presentes. "Dava para ouvir muita gente chorando e gritando, as pessoas estavam com muito medo".

Conforme as primeiras informações, dois homens foram expulsos da festa por estarem perturbando o ambiente. Eles retornaram minutos depois, e um deles, que estava armado, teria iniciado o tiroteio e perseguido um segurança. Um policial militar que estava no local disparou contra o atirador para conter o ataque. Ele foi socorrido pelo Samu, mas não resistiu aos ferimentos.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram

Facebook Messenger