A última etapa da edição 2017 do circuito Corrida do Bem, organizado pelo SESI/SC, movimentou cerca de 1.500 participantes, entre crianças e adultos, neste domingo (3), em Jaraguá do Sul. Somente nas categorias principais, foram 1.353 inscritos, entre atletas da indústria e da comunidade, número recorde em corridas de rua no município.

“Consagramos esta edição na história de Jaraguá do Sul, mas nossa meta para o próximo ano é alcançar 2 mil participantes. Com este engajamento da comunidade e o trabalho realizado pela equipe, vamos buscar o resultado”, afirmou o diretor regional do SESI no Vale do Itapocu, Jefferson Galdino.

O vice-presidente da FIESC na região, Célio Bayer, corrobora com o mesmo pensamento, lembrando que a Corrida do Bem já se tornou um evento aguardado pela comunidade. “É um grande encontro que valoriza a qualidade de vida e a prática do esporte e da solidariedade. Temos trabalhadores, profissionais liberais, representantes de todos os segmentos, e isto nos deixa muito felizes com o resultado”, afirma Bayer.

Nem mesmo a chuva antes da largada tirou o ânimo dos inscritos | Foto Divulgação

A prova, que reúne caminhada e corrida em trajetos de 5 e 10 quilômetros, transcorreu tranquilamente. No sábado, os participantes retiraram seus kits e no domingo, desde as 5 horas tudo estava pronto no ponto de largada e chegada, no Parque Municipal de Eventos. Nem mesmo a chuva antes da largada, às 8 horas, tirou o ânimo dos inscritos. Além dos participantes de Jaraguá do Sul e região, corredores de outras cidades, como Navegantes, Lages e Concórdia, entre outros municípios, participaram da última etapa do circuito, que este ano repassou parte dos recursos obtidos com as inscrições para os bombeiros voluntários do município.

Ao lado de corredores que participam de provas ao longo do ano, a etapa de Jaraguá do Sul atraiu o pequeno Matheus Júlio de Oliveira. No Dia Internacional da Pessoa com deficiência, o garoto de 8 anos, portador de paralisia cerebral, fez questão de marcar presença.

Matheus Júlio de Oliveira, 8 anos, com o pai Júlio | Foto Divulgação

O pai de Matheus, Júlio Amador, diz que o pequeno é fã de esportes e acompanha pela televisão ou participando de competições. “Esta é a terceira prova, sempre que a gente consegue o triciclo o levamos”, informa o pai.

Gustavo Selhorst, corredor que acompanhou Matheus na prova, considera gratificante a oportunidade de proporcionar momentos de lazer e de integração ao garoto. Ele participa das competições há 2 anos e confessa que ficou muito mais motivado quando o pai resolveu comprar um triciclo especial para as corridas de rua que pudesse ser utilizada por crianças portadoras de necessidades especiais. Através do projeto “Pernas solidárias”, ele avalia que a iniciativa pode ajudar cada vez mais na inserção de pessoas com deficiência às práticas esportivas.

Outro destaque, na categoria acima dos 60 anos, Ruth Maria Weber é assídua maratonista. Aos 62 anos, ela veio de Navegantes para correr em Jaraguá do Sul sua 62ª prova, conquistou mais um troféu de primeiro lugar que juntou a outros 49. O marido, Luiz Gonzaga Miranda, que também disputou a prova, elogia o empenho de Ruth. “Na sexta-feira, ela ganhou em São Francisco do Sul, e hoje tem mais uma vitória”.

Foram disputadas provas de 5 e 10 quilômetros | Foto Divulgação

A Corrida do Bem reuniu as categorias industriário e comunidade, nos naipes masculino e feminino, com provas de 5 e 10 quilômetros. Além destas categorias, houve uma maratona e a prova para as crianças. Todos receberam troféus e medalhas.

Prova para as crianças foi uma das atrações do evento | Foto Divulgação

Os resultados e a classificação final por categorias podem ser acessados em www.km.esp.br.

Leia também: Com recorde de 1,3 mil inscritos, corrida de rua vai ajudar bombeiros de Jaraguá  *Com informações da assessoria de imprensa