O corpo de Elenita Pereira da Silva, de 56 anos, foi localizado sobre os escombros da estrutura de dois andares que desabou em Jurerê, na manhã desta terça-feira (25), após explosão provocada possivelmente por vazamento de gás.

Foram mais de 12 horas de buscas pelas equipes do Corpo dos Bombeiros até que a vítima fosse encontrada. O corpo foi localizado na área da cozinha e, conforme os bombeiros, a morte ocorreu já no momento inicial do colapso da estrutura.

A parte que desabou é anexa a uma casa de dois andares, com várias quitinetes, na Rodovia Maurício Sirotsky Sobrinho. Eram quatro quitinetes também em dois andares, onde moravam três mulheres em três habitações. A quarta estava desocupada. Duas delas saíram mais cedo para trabalhar e escaparam da tragédia.

Conforme a Defesa Civil, a 10 quitinetes da estrutura foram interditadas e as quatro do anexo foram colapsadas.

Outra casa nos fundos da propriedade também segue interditada até que sejam removidos escombros que possam cair em cima dessa residência. Segundo o último balanço, houve 11 desabrigados. Destes, sete foram para um hotel com auxílio da prefeitura.