Foto: EBC/Divulgação A J&F, controladora do frigorífico JBS, fechou acordo de leniência com o Ministério Público Federal (MPF). Vai pagar R$ 10,3 bilhões de multa para a assinatura do acordo, que é uma espécie de delação premiada de empresas. O valor será pago em 25 anos e representa, segundo o Ministério Público Federal, o maior para esse tipo de acordo no mundo. A projeção é que o total a ser pago pela J&F alcance cerca de R$ 20 bilhões. A correção será feita pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). O acordo, que deverá ser assinado nos próximos dias, inclui fatos investigados em cinco operações: Carne Fraca, Greenfield, Sépsis e Cui Bono, além da Bullish. Os pagamentos serão feitos exclusivamente pela holding controladora e começarão a ser feitos em dezembro de 2017. O total estipulado na negociação representa 5,62% do faturamento, livre de impostos, registrado pelas empresas do grupo em 2016. Em termos absolutos, é mais do que a soma do que será pago pela Odebrecht, Brasken, Andrade Gutierrez e Camargo Corrêa, também em acordos de leniência.