Será neste sábado (13), às 15h, a reunião que deve resultar na criação e na escolha da diretoria do Conseg (Conselho de Segurança) do bairro João Pessoa. Quarenta famílias foram convidadas para participar do encontro. Segundo o 14º BPM (Batalhão de Polícia Militar) de Jaraguá do Sul, a estimativa é que oito Consegs estão ativos em Jaraguá do Sul, Guaramirim e Corupá. Durante a reunião, devem participar representantes do Conseg da Barra do Rio Molha, que também conta com a participação dos bairros Rio Molha e Vila Nova, que farão apresentação de dois projetos: Vizinho Solidário, de monitoramento para evitar furtos e roubos, e de combate à dengue, com a apresentação de armadilhas para a captura do mosquito Aedes aegypti feitas com material reciclável. O secretário do Conseg da Barra do Rio Molha, Wilson Pinter, ressalta que o projeto Vizinho Solidário surgiu há cerca de quatro meses, quando ocorreram 12 arrombamentos em 14 dias no bairro. Daí surgiu a ideia de lançar a inciativa, desenvolvido em oito ruas e com o envolvimento de 150 pessoas. Cada rua tem um líder e os que aderem ao projeto recebem placa de identificação exposta em frente à casa. Cada família fica responsável por cinco residências e, quando há suspeita, é utilizado um apito e todos saem para a rua. Na Vila Nova, 40 famílias se engajaram e no Rio Molha o processo para formar equipes está em andamento. “Depois desse projeto, não tivemos nenhum furto ou roubo”, assegura. Sobre a conscientização contra a dengue, ele esclarece que será apresentada uma armadilha para captura do mosquito transmissor da doença, feita a partir de garrafas pet de dois litros, com uso de gaze e três grãos de arroz, em que parte leva água. “O mosquito cai no fundo com água e deposita as larvas, sem possibilidade de fugir e das larvas se manterem vivas”, cita.