Enquanto as equipes realizam os últimos ajustes na estrutura montada no Parque Municipal de Eventos de Jaraguá do Sul, município do Norte catarinense, para a realização da 29ª Schützenfest. O esquema de segurança já está montado para os 11 dias da tradicional Festa dos Atiradores. Policiais militares e seguranças contratados vão estar atentos para conter os mais exaltados e zelar para que nada ocorra de errado na maior festa da cidade. Segundo Marcelo Prochnow, diretor da Comissão Central Organizadora (CCO), todo o esquema foi idealizado para garantir o bem-estar e a segurança dos visitantes, mas sabe-se que vez por outra algum visitante mais exaltado precisa ser amparado ou contido. De acordo com Prochnow, foram licitadas cerca de 4 mil horas de segurança privada, ou seja, cerca de 30 seguranças por noite vão garantir a tranquilidade das festividades nos pavilhões A, B e da cerveja. “Toda a segurança será voltada para as pessoas, para o público em si. Além disso, há uma parte formada por seguranças patrimoniais. A partir desta quarta, eles vão fazer a guarda de tudo o que está aqui no Parque de Eventos 24 horas por dia”, informa. Além dos seguranças particulares, policiais militares também vão trabalhar dentro e fora da festa. Em média, 20 policiais militares serão destacados todas as noites para fazer o policiamento da festa. “O efetivo ordinário, que trabalha nos setores internos do 14º Batalhão de Polícia Militar, alunos soldados em estágio operacional, a cavalaria do 17º BPM de Joinville vão trabalhar dentro e fora da festa. Haverá rondas do Pelotão de Patrulhamento Tático e do Canil, além da ação da Agência de Inteligência com policiais à paisana”, descreve o major João Carlos Benassi Kuze, subcomandante do 14º BPM e membro da CCO. O major Kuze destaca que o foco do trabalho da Polícia Militar na festa será o de prevenção. “Também vamos trabalhar na repressão, mas queremos evitar o cometimento de qualquer delito e garantir a segurança das pessoas que trabalham na festa e também a tranquilidade daqueles que vão visitar a Schützenfest”, aponta o policial militar. O subcomandante do 14º BPM condena a combinação de álcool e direção e dá um recado para os visitantes que pretendem consumir o tradicional chope servido na Schützenfest. “Se a pessoa for beber, ela deve se preparar para isso. Ela pode pegar uma carona ou mesmo um meio transporte alternativo, como ônibus, uber ou táxi. Não há desculpara para beber e dirigir. Se o fizer, é possível passar a direção para uma pessoa que não tenha ingerido bebida alcoólica”, finaliza. ---- LEIA TAMBÉM: - Tudo pronto para a 29ª Schützenfest. Confira os preços e divirta-se! - Parque Municipal de Eventos ganha forma para a 29ª Schützenfest ---- Sinalização ganhou reforço O diretor da CCO explica que a Prefeitura reforçou a sinalização das áreas ao redor do Pavilhão Municipal de Eventos. “O pessoal que vai vir para a festa precisa ficar atento para a sinalização. Nós tivemos situações em anos anteriores em que as pessoas reclamaram após levarem multas da Polícia Militar. Todas as ruas foram devidamente sinalizadas. Não pode estacionar na faixa amarela. As pessoas têm a opção dos estacionamentos terceirizados e de algumas ruas mais afastadas em que é possível estacionar”, comenta. Marcelo Prochnow conta que o número de táxis vai depender da demanda de público de cada noite. Mas, segundo ele, em média, 20 carros estavam disponíveis nas noites do ano passado. “Nós temos essa rua na lateral do parque que vai acomodar o rodízio dos táxis. O embarque e o desembarque serão feitos no portão secundário do parque. Aí, eles farão a rotatividade com os taxistas que estiverem na fila”, antecipa. “Mas a grande novidade desse ano deve ser o serviço oferecido pelos motoristas Uber”, completa. Nos dias 12 e 19 de novembro, quando acontecem os desfiles das sociedades de tiro, o trânsito será fechado na rua Walter Maquardt. Prochnow informa que dois pontos serão bloqueados, antes do posto Mime Matriz e na altura da Prefeitura. “Às 9h do dia de cada desfile, a rua Walter Marquadt será fechada. Quem vem da Barra, vai contornar pela rua Adolfo Puttjer. Quem vem do Centro pela avenida Marechal Deodoro da Fonseca ou pela rua João Planincheck, converte à esquerda e vai fazer o contorno pela rua do Fórum (rua Guilherme Cristiano Wackerhagen) ou pela João Januário Ayroso saindo pela ponte do curtume”, comunica. Linhas de ônibus Alto da Serra, Barra ADV SEARA, Garibaldi, Rio da Luz e Rio Molha. Confira os horários em http://www.canarinho.com.br/ Quanto custa para chegar?* Uber – R$ 10,85 Táxi – Entre R$ 20 e R$ 25 Ônibus – R$ 9,50 (duas passagens embarcadas) e R$ 4,40 (tarifa integrada com cartão. *Saindo da avenida Prefeito Waldemar Grubba, na altura do número 1400, no bairro Baependi. LEIA MAIS: - Orientações sobre o trânsito durante a Schützenfest