Em Criciúma, um criminoso de 20 anos foi condenado a 12 anos e 8 meses de reclusão por tentativa de latrocínio de um vigilante, além de corrupção de menores, por corromper dois adolescentes na ação criminosa.

O fato ocorreu em maio do ano passado, em um centro comercial de Criciúma.

Os autores desferiram golpes de faca na vítima, que foi acertada no pescoço, mas sobreviveu.

O regime inicial é fechado, sem liberdade para recorrer.

A investigação foi realizada Divisão de Repressão a Roubos (DRR/DIC Criciúma), coordenada pelo delegado Yuri Miqueluzzi.

 

"Após representação da Polícia Civil, foi decretada a prisão preventiva. A ordem de prisão foi cumprida em novembro do ano passado, sendo mantida até o julgamento da ação. A sentença foi proferida pela 2ª Vara Criminal de Criciúma, com atuação da 10ª Promotoria de Justiça na acusação", explica o delegado.