O comandante do 14º BPM (Batalhão de Polícia Militar), tenente-coronel Valdeci Oliveira da Silva, participou da sessão ordinária desta quinta-feira (8) na Câmara de Vereadores de Jaraguá do Sul.

Esta é a primeira vez do comandante no Legislativo desde que assumiu o batalhão em março deste ano.

Valdeci aproveitou o momento para mostrar a sua visão para a segurança pública.

Para ele, Jaraguá do Sul e região têm ótimos índices de violência graças ao que ele chama de cultura de segurança.

 

 

De acordo com o oficial, todos os órgãos sociais, entidades e população em geral estão envolvidos e interessados no assunto, investindo na segurança pública e, desta forma, contribuindo com os bons resultados nos indicadores.

O tenente-coronel também apresentou números de ações realizadas pelo 14° BPM como o Maio Amarelo, quando os policiais realizaram a Operação Moto Segura.

A ação durou 32 dias e teve dois objetivos: o primeiro foi de abordar motofretistas – uma categoria em expansão por conta da pandemia de coronavírus – a fim de orientá-los em relação a medidas de segurança; e o segundo, reprimir a utilização de escapamentos alterados, que fazem muito ruído e perturbam a população.

Foto: CVJS/Divulgação

“Temos centenas de ligações e denúncias desta natureza”, frisa.

Na operação, 1.203 motos foram abordadas e 507 motofretistas orientados nos cinco municípios da região (Jaraguá do Sul, Massaranduba, Guaramirim, Schroeder e Corupá). Desses, 94 foram autuados e 36 motos foram removidas para o pátio.

Outra operação que está sendo realizada atualmente pelo 14° BPM é a Operação Escola Protegida, que, nos primeiros 30 dias, fez 877 visitas de viaturas da PM em 183 escolas da região, cerca de 35 visitas por dia.

“Tornando nossas escolas mais seguras, um ambiente mais agradável, para que todos, neste momento, possamos ficar mais tranquilos quanto aos nossos estabelecimentos escolares”, destaca.

Operação Documento Legal

O tenente-coronel ainda apresentou a próxima operação do 14° BPM, que será realizada entre os dias 15 de julho e 15 de agosto: a Operação Documento Legal.

Nessa ação, os PMs vão atuar com barreiras policiais para verificar os documentos e a regularização dos veículos em Jaraguá do Sul.

Segundo dados trazidos pelo comandante Valdeci, o município hoje tem uma frota de 129.299 veículos, mas 28.893 deles não estão devidamente licenciados, ou seja, 22% encontra-se irregular.

“Estão oferecendo risco à segurança, com pneu careca e tudo o mais que pode ocorrer”, lembra.

O comandante ressalta que O 14° BPM está avisando sobre a operação com uma semana de antecedência justamente para que as pessoas possam regularizar sua situação. Conforme ele explica, a intenção não é punir, mas apenas educar e diminuir o índice de 22%.

“Não queremos chegar a 30% de veículos irregulares, porque daí nós perdemos o controle”, salienta.