O 14º BPM (Batalhão de Polícia Militar) registrou, nesta segunda-feira (30) pelo menos três ocorrências de desrespeito à quarentena imposta pelo governo do Estado, em Jaraguá do Sul e Guaramirim. As medidas buscam evitar a disseminação do coronavírus.

Em todos os casos as denúncias foram feitas pela população. Durante a manhã, um estabelecimento estava atendendo o público na rua Erwino Menegotti, no bairro Rau, em Jaraguá do Sul. Os policiais militares encontraram produtos expostos no lado externo do comércio.

Na rua Izídio Carlos Peixer, no bairro Ilha da Figueira, em Guaramirim, cerca de 60 funcionários foram flagrados trabalhando em uma obra. Na avenida Prefeito Waldemar Grubba, no bairro Vila Lalau, dez operários estavam em uma construção.

De acordo com o comandante do 14º BPM, tenente-coronel Márcio Leandro Reisdorfer, as pessoas precisam ter cuidado ao fazer as denúncias. Os munícipes podem realizar contato com a Polícia Militar e através do aplicativo PMSC Cidadão, que ajuda a descongestionar o telefone de emergência 190.

“Na dúvida, levante informações do que se trata ao invés de fazer uma denúncia infundada. Em alguns casos, nós tivemos que enviar uma guarnição em uma viatura para verificar uma situação permitida. Tenha certeza do que você está colocando para a Polícia Militar”, frisa o tenente-coronel.

Fiscalização

O trabalho de fiscalização da Polícia Militar segue uma linha orientativa. Aqueles que insistem em descumprir as regras impostas pelo governo do Estado são notificados e, posteriormente, assinam termos circunstanciados por desobediência.

“O nosso apelo é pela colaboração de todos. Nós conseguimos na primeira e final da segunda semana mais agradecer do que realizar algum procedimento. Agora, de domingo para cá, nós notamos algumas situações diferentes”, afirma.

Aglomeração

No geral, as pessoas devem evitar aglomerações em qualquer atividade. O comandante do 14º BPM destaca que as pessoas devem sair apenas para realizar o deslocamento para o trabalho, idas ao supermercado, a farmácias, postos de combustíveis, unidades de saúde e serviços bancários.

“Evite circular pelas ruas com pessoas idosas e crianças. Nós pedimos que as pessoas continuem acreditando nas orientações dadas pelas autoridades e não saiam de casa. As empresas e os serviços considerados essenciais estão tomando os cuidados necessários”, lembra.

Reisdorfer destaca que grande parte do movimento pode ter sido ocasionada pela volta do serviço bancário. Ele reitera que a Polícia Militar busca fiscalizar se as medidas sanitárias na porta dos estabelecimentos e se questões como a distância mínima nas filas estão sendo cumpridas.

Apelo

O comandante do 14º BPM pede que as pessoas ajudem no trabalho policial ficando em casa. O apelo é para que não criem situações que atrapalhem o serviço das guarnições da Polícia Militar.

“O nosso policial já está sujeito a ser infectado na rua pelo Covid-19. Nós temos tomado inúmeras ações para a higienização das viaturas e para o fornecimento de equipamentos de proteção individual. Mas, por favor, quem vai sofrer é o policial que mora aqui e que serve toda a comunidade”, reitera.

Reisdorfer destaca que a Polícia Militar está em Jaraguá do Sul e região para servir e proteger a população e que teve ações exitosas, com a prisão de ladrões que invadiram uma residência na Barra do Rio Cerro.

O que pode funcionar?

Agropecuárias;

Bancos e lotéricas;

Call center;

Clínicas médicas;

Conveniência em postos de combustíveis;

Correios;

Serviço de entregas;

Feiras livres;

Igrejas (sem culto ou reuniões);

Indústrias;

Laboratórios;

Táxis e motoristas de aplicativos.

O que não pode funcionar?

Clínicas de fisioterapia;

Clínicas odontológicas;

Construção civil;

Eventos e reuniões;

Hotéis (proibida entrada de novos hóspedes);

Oficinas mecânicas;

Comércio em geral.

Receba no seu WhatsApp somente notícias sobre Segurança Pública da região (Trânsito, Operações Policiais. etc...):

Whatsapp

Grupo OCP Segurança

Telegram

OCP Segurança