O comandante do 14º BPM (Batalhão de Polícia Militar), tenente-coronel Valdeci Oliveira da Silva, participou da plenária da CDL (Câmara de Dirigentes Lojistas) de Jaraguá do Sul.

Valdeci, que responde interinamente pelo 12º CRPM (Comando Regional de Polícia Militar), palestrou no evento realizado na tarde desta quarta-feira (28), no Clube Atlético Baependi.

Com o tema “Segurança no comércio: prevenção ao crime por meio de um ambiente seguro”, o comandante do 14º BPM teceu várias reflexões e reforçou, principalmente, que a segurança é direito e responsabilidade de toda a sociedade.

"Nesse encontro, nós pudemos conversar um pouco sobre segurança pública e segurança comercial. Busquei falar sobre a importância da participação popular, porque segurança é um direito, mas também é uma responsabilidade de todos, ou seja, todas as pessoas precisam participar do processo de construção da segurança e não apenas contar com a polícia", destaca.

"Embora os policiais estejam preparados para o seu trabalho, a participação das entidades e das pessoas eleva muito a qualidade da segurança em determinado município. Devemos trabalhar continuamente para manter um ambiente desfavorável para o crime”, completa.

Assim, Valdeci destacou que a segurança é investimento e não gasto, pois a prevenção equivale a 90% da segurança, sendo 5% de reação e 5% de sorte.

Dessa forma, ele destacou que, quando uma pessoa com intenção de cometer algum crime se depara com um ambiente desfavorável ao cometimento, é grande a possibilidade de sua desistência.

Então, o criminoso busca outro lugar ou vítima em potencial com ambiente favorável para o cometimento do delito.

"Eu trouxe algumas abordagens técnicas da prevenção ao crime através do desenho urbano e conceitos de prevenção a crimes contra o patrimônio, principalmente em áreas comerciais. Também falei sobre protocolos que o comerciante deve adotar para melhorar a segurança do estabelecimento, além de trazer a informação correta para que as ocorrências sejam rapidamente resolvidas pela polícia", informa Valdeci.

Tolerância zero

Ao final da plenária da CDL, Valdeci apresentou as estatísticas de atuação do policiamento realizado pelo 14º BPM, em Jaraguá do Sul, do dia 1º de janeiro ao dia 27 de setembro deste ano.

Ele contou sobre os atendimentos realizados pelo 190 até o número de apreensões, prisões e atendimento ao cidadão quando o número de emergência é acionado.

O Centro de Operações da Polícia Militar recebeu 78 mil ligações. Dessas ligações, 20.229 geraram ocorrências em que foram despachadas viaturas para o local. Com isso, foram gerados 78 flagrantes de tráfico de drogas, 2.224 boletins de comunicação de crimes e 1.361 termos circunstanciados.. Nesses termos circunstanciados, que é quando o crime é de menor potencial ofensivo, 644 foi por posse de entorpecente.

"Qualquer cidadão, mesmo que abordado com um pedacinho de cigarro de maconha, vai assinar um TC. Por quê? Porque visa desencorajar. O uso de drogas acaba fomentando crimes como furtos e roubos. Então, a gente não deixa crescer", complementa.

Na fala, o comandante também enalteceu a atividade operacional, onde os policiais cumprem o seu dever e realizam com grau elevado de responsabilidade a sua missão.

“Aqui a tolerância é zero”, finalizou, ao salientar que esse é um dos motivos pelos quais o crime não atinge níveis elevados na região.