A Polícia Civil prendeu cinco pessoas da mesma família por estupros contra dez crianças em Três Lagoas, no Mato Grosso do Sul.

A segunda fase da Operação Sodoma e Gomorra foi deflagrada pela Dam (Delegacia de Atendimento à Mulher) na manhã de quinta-feira (19).

A matriarca da família, de 77 anos tinha conhecimento dos abusos sexuais e se omitiu. Ela foi uma das pessoas presas na ação.

 

 

Segundo a Polícia Civil, a operação contou com cinco delegados e 24 investigadores.

A primeira fase foi deflagrada há quase 20 dias e resultou na prisão do primeiro acusado.

A Polícia Civil não divulgou a prisão para não prejudicar as investigações.

Além da idosa, três homens foram presos no bairro Cinturão Verde.

Já foram identificadas mais de dez vítimas, entre primas, irmãs e sobrinhas dos autores.

Com a prisão dos acusados, os policiais civis acreditam que mais vítimas serão identificadas, pois elas deverão ter coragem de denunciar.

A investigação aponta que a primeira vítima começou a ser abusada há 17 anos, quando tinha oito anos.

As vítimas são crianças e adolescentes com idades entre 5 a 13 anos.

Os menores conviviam em um mesmo núcleo familiar e, apesar de pedirem ajuda e tentarem denunciar, foram obrigadas a se calarem por anos.

Quando tentou contar o que acontecia, uma delas foi espancada com uma corrente por um dos autores.

O crime ocorreu com a conivência da avó.

As investigações continuam para identificação de mais vítimas e punição dos autores.

*Com informações de Campo Grande News.

Receba no seu WhatsApp somente notícias sobre segurança pública da região (acidentes de trânsito, ações policiais):

Whatsapp

Grupo OCP Segurança

Telegram

OCP Segurança