A formação de um ciclone extratropical, associado a passagem de uma frente fria, provocou chuva e ventos fortes, nesta terça-feira (30), em toda Santa Catarina.

O Governo do Estado, através da Defesa Civil Estadual, Corpo de Bombeiros (CBMSC) e Polícia Militar (PMSC), está prestando auxílio aos municípios atingidos.

Até o momento, foram registradas ocorrências em 83 cidades catarinenses, conforme o relatório do Centro Integrado de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cigerd) de SC, atualizado às 6h30 desta quarta-feira (1º).

Diversas cidades tiveram danos materiais, como destelhamento de residências e empresas, quedas de muros, árvores, entre outros. Durante e após a tempestade, parte do estado ficou sem energia elétrica.

Óbitos e desaparecimentos

Além das perdas materiais, que podem ser recuperadas com o tempo, qnove pessoas morreram e uma está desaparecida em Santa Catarina, as informações são do relatório do Cigerd.

Uma idosa de 78 anos faleceu em Chapecó após ser atingida por uma árvore. Em Santo Amaro da Imperatriz um homem foi atingido por fios de alta tensão.

Em Tijucas ocorreu um óbito em uma estrutura colapsada. As informações são da Defesa Civil estadual nesta terça-feira.

A quarta morte registrada ocorreu na cidade de Ilhota, mas não foram divulgadas mais informações no relatório do Cigerd.

Já nesta quarta-feira, foram informadas mais duas mortes em Tijucas e outras três em Governador Celso Ramos, Itaiópolis e Rio dos Cedros. Uma pessoa segue desaparecida em Brusque.

Novas informações sobre os desaparecimentos não foram divulgadas até o momento.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul