Até a manhã desta quarta-feira (1º), a Defesa Civil de Blumenau registrou 125 ocorrências ocasionadas pelo ciclone que deixou rastros de destruição em diversas regiões de Santa Catarina.

Segundo o órgão, os dois incidentes de maior impacto aconteceram no bairro Escola Agrícola. A Associação Blumenauense de Acolhimento à Criança e ao Adolescente (Abam) foi atingida por queda de árvore e destelhamento. Já o Asilo São Simeão teve uma ala destruída por destelhamento e queda de galhos.

As equipes de manutenção da Prefeitura já concluíram a desobstrução de diversas vias da cidade, como as ruas Progresso, Itajaí, Antônio Treiss, Ribeirão Schelters, Werner Duwe, Franz Muller, Samuel Morse, 4 de Fevereiro, Hermann Hering, Da Glória, Bruno Schreiber e Guilherme Scharf.

Os trabalhos para restabelecer a normalidade no município continuarão sendo realizados ao longo desta quarta, envolvendo, sobretudo, o recolhimento de árvores e galhos. Até o momento, cerca de 200 kits com lonas foram entregues para moradores que tiveram suas residências danificadas pelas rajadas de vento.

 

 

A Defesa Civil permanece de prontidão para atender aos chamados de emergência por meio do telefone 199.

Previsão para as próximas horas

Nas próximas horas, as rajadas de vento ocorrem de forma persistente, podendo atingir até 80 km/h. A partir do final da tarde, o vento perde intensidade na medida em que o ciclone extratropical se afasta para alto-mar.

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Quer mais notícias do Coronavírus COVID-19 no seu celular?

Telegram Jaraguá do Sul