Policiais Civis de Morro da Fumaça, Cocal do Sul, Urussanga, Lauro Müller, Orleans e Criciúma, com o apoio do Saer, desencadearam a Operação Heméra, para combater a falsificação de bebidas. As informações chegaram através de uma parceria com a Polícia Militar.

Segundo a Polícia Civil, ao todo foram aprendidos em torno de 10 mil garrafas de 600 ml, cheias e lacradas; uma Chevrolet/Spin, um caminhão, três celulares, caderno com anotações, cinco caixas de papelão com diversas tampinhas Brahma e Original, duas embalagens fechadas com rótulos Brahma e Original, diversos rótulos soltos, quatro baldes com polvilho para cola, três marretas para fechar as garrafas, um rolo de fita plástica para amarrar as caixas, esponja para lavar as garrafas e várias garrafas vazias.

Cinco indivíduos que atuavam na falsificação foram presos pelos crimes de falsificação de bebida, com pena de 4 a 8 anos, e por organização criminosa, com pena de 3 a 8 anos.

O chefe da quadrilha e o gerente foram identificados e estão foragidos.