A Secretaria da Agricultura e do Meio Ambiente (Sama) de Joinville suspendeu temporariamente os serviços de doação e acolhimento de novos animais no Centro de Bem-estar Animal (CBEA). O motivo é o tratamento em quatro filhotes de cães infectados pela doença cinomose.

A medida é preventiva para evitar que outros animais sejam contaminados. A suspensão do acolhimento vai durar até o final da recuperação.

Como é uma doença transmissível, os cães infectados devem ficar isolados dos demais. Os filhotes passam por avaliação veterinária de acompanhamento e monitoramento da doença. Todos receberam as medicações referentes ao tratamento.

Leia mais: Castração gratuita de cães e gatos de todos moradores de Joinville será votado na Câmara

A cinomose é uma doença que atinge somente cães. Ela não é contagiosa aos humanos. Mesmo assim, são tomadas medidas de cuidados para evitar a contaminação de outros animais.

Vereadora denunciou situação no Cbea

Na quarta-feira (4), a vereadora Tânia Larson divulgou duas notas em rede social informando que um grupo esteve junto com o assessor jurídico Rafael Preis novamente no Cbea para verificar a estrutura, os serviços e o bem-estar dos cães que estão acolhidos no local.

"Cobramos do gerente e dos dois coordenadores urgência e prioridade em dois pontos: criação de uma área de quarentena e de recepção dos animais que chegam ao Cbea. Também vamos aguardar resposta urgente em algumas situações internas que observamos. [...] Os filhotes contaminados estão ao lado do outro consultório de atendimento e próximo à recepção. [...] Triste para a maior cidade do Estado sem uma estrutura com ala de isolamento e uma de observação".

Atualmente o Centro de Bem-estar Animal tem 56 animais abrigados. A unidade é responsável pelo acolhimento de animais vítimas de maus-tratos e animais de rua sem tutor (dono) que estejam feridos ou doentes.

Quer receber as notícias no WhatsApp?