Um cenário de horror e de falta de higiene. Essas eram as condições da casa onde a menina Fabíola Tormes, de 4 anos, foi encontrada após dois dias de buscas pela polícia civil. Segundo o delegado João Adolfo Fleury Castilhos, chamou a atenção de todos a bagunça generalizada na casa onde a menina foi encontrada, “inclusive com fezes de animais misturadas a roupas de crianças e brinquedos macabros”.

Ela estava com um casal que já havia feito contato com a mãe há alguns dias oferecendo ajuda. Na noite de sexta-feira, a dupla invadiu a casa da mãe da criança, nocauteando-a com um golpe e levando a menina.

A menina estava com um homem de aproximadamente 40 anos e uma mulher de 25 anos, em uma casa no bairro Cachoeira do Bom Jesus, norte de Florianópolis.

Na coletiva, as forças de segurança reforçaram que a ajuda da população, repassando informações sobre os sequestradores, foram fundamentais para as investigações. Relataram também que foi um caso que emocionou todos.

O casal de sequestradores vai responder por sequestro qualificado e a polícia ainda vai investigar se eles fazem parte de alguma rede de tráfico de crianças.

Para o delegado Fabio Faustino Pereira, o fim desse caso foi um presente de Natal.

Segundo ele, as Forças de Seguranças não mediram esforços para encontrar a menina. Depois de receber informações mais concretas do paradeiro dos sequestradores, as mesmas foram verificadas e confirmadas. A primeira delas foi a identificação do veículo usado no dia do rapto, que estava na casa onde foram encontrados.

Segundo a polícia, no momento do resgate a menina demonstrou que não queria ficar com o casal e não se assustou com os policiais, chegando a dizer que eles eram seus "super-heróis".

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul

Receba no seu WhatsApp somente notícias sobre Segurança Pública da região (Trânsito, Operações Policiais. etc...):

Whatsapp

Grupo OCP Segurança

Telegram

OCP Segurança