Nesta sexta-feira (3), a Polícia Civil de Santa Catarina localizou o corpo da jovem Amanda Albach, de 21 anos, que estava desaparecida desde o dia 15 de novembro, no Estado catarinense.

Três pessoas tiveram a prisão decretada em razão da investigação, realizada em conjunto pela Divisão de Investigação Criminal (DIC/PCSC) de Laguna, e a Delegacia de Polícia de Imbituba. Também houve apoio da Polícia Civil do Rio Grande do Sul, por meio da Divisão de Homicídios de Canoas (RS).

Corpo foi encontrado enterrado nas dunas. (Foto: divulgação)

Os trabalhos da Polícia Civil fizeram parte da Operação Redenção, que começou na quinta-feira (02), com a prisão dos três suspeitos na cidade de Canoas, região metropolitana de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul.

Os presos foram trazidos para Laguna, onde prestaram depoimento. Nesta sexta-feira, o corpo da jovem foi localizado enterrado na praia do Sol, em Laguna, região limítrofe com o município de Imbituba. A vítima morava em Fazenda Rio Grande, no Paraná.

Delegado-geral destaca trabalho de investigação

Em entrevista coletiva na tarde desta sexta-feira, em Laguna, o delegado-geral da Polícia Civil de Santa Catarina, Marcos Flávio Ghizoni Júnior, destacou o trabalho realizado pela Polícia Civil e parabenizou os policiais civis pelo empenho no caso.

"As prisões foram realizadas a partir de um trabalho muito bem feito, de excelência, dos policiais", destacou o delegado-geral.

De acordo com o delegado da DIC de Laguna, Bruno Fernandes, um dos presos confessou ter levado a vítima para o local do crime e efetuado dois disparos. As investigações prosseguem. Também participou da coletiva o delegado regional de polícia de Laguna, Diego Parma, e o delegado de polícia de Imbituba, Nicola Pattel.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp