Durante fiscalização de excesso de peso na tarde desta sexta (05), na BR 101 em Araranguá, policiais rodoviários federais flagraram 11 mil quilos a mais que o permitido em uma carreta.

 

O Scania placas de São João Batista/SC transportava toras de madeira pinus. O veículo somente seguiu viagem após a carga excedente ser transbordada para outra carreta.

 

Somente em 2022, a PRF já flagrou cerca de 4.500 toneladas de excesso de peso circulando em rodovias federais de Santa Catarina.

 

O pavimento asfáltico é um patrimônio público. O peso acima do permitido causa buracos, rachaduras e desníveis. Quem paga a conta é toda a sociedade. Além disso, o veículo não foi projetado para levar a carga excedente. O sistema de freios e de suspensão ficam sobrecarregados, aumentando a chance de acidentes e trazendo riscos para o motorista.