O cantor de sertanejo Luizmar de Oliveira Damasceno, de 45 anos, que fez dupla com Cristiano Araújo, foi encontrado morto em Goiânia na tarde de terça-feira (15). Luizmar estava desaparecido há quatro dias.

Segundo os policiais, o corpo do músico foi encontrado em uma área de mata no Morro do Mendanha, na capital goiana. O local fica a seis quilômetros de onde foi encontrada a moto dele na segunda-feira (14). O corpo será encaminhado ao IML (Instituo Médico Legal) para realização dos exames, que devem apontar a causa do falecimento do sertanejo.

Segundo a polícia, antes de desaparecer, o cantor comprou metros de corda de um ferragista, no bairro Góa, em Goiâna. Uma câmera de segurança registrou o momento em que Luizmar compra a corda e guarda em uma caixa na moto.

Em entrevista ao Bom dia Goiás, a mãe do cantor disse que o filho passou o dia todo em casa ensaiando. De acordo com a designer gráfica Dayenn Bennett, ex-esposa dele, o sertanejo faria um show no sábado (12), mas não compareceu ao local.

O irmão, Lindomar de Oliveira, informou que o cantor estava passando por uma fase depressiva e pode ter procurando um local para ficar sozinho.

"Ele estava muito estressado, de cabeça quente por causa da pandemia, da separação. Estava meio depressivo. Pode ter sido um surto. Deixou a moto ali e pode ter procurado um abrigo para ninguém o achar", disse o irmão.

Luizmar de Oliveira Damasceno fez dupla em 2008 com o cantor Cristiano Araújo, que faleceu em 2015 em um acidente de carro. Ele também já cantou com as duplas Henrique e Juliano, Matheus e Kauan, Maiara e Maraisa e com a cantora Wanessa Camargo.