Caminhoneiro se emociona ao encontrar caminhão e relembrar deslizamento na BR-376

Imagem aérea mostra deslizamento de terra na BR-376, próximo à divisa entre Paraná e Santa Catarina — Foto: Adryel Pabst/Prefeitura de Garuva

Por: Pedro Leal

01/12/2022 - 09:12 - Atualizada em: 01/12/2022 - 09:27

A manhã desta quinta-feira (1º) foi de emoção e alívio para o caminhoneiro Edcarlos Lima Paiva. Três dias após o deslizamento na BR-376, em Guaratuba, ele reencontrou o caminhão que dirigia e que ficou preso na terra após a tragédia que já deixou, pelo menos, dois mortos.

As informações são do portal RICmais e da RICtv.

Natural de Limeira (SP), Edcarlos conta que seguia em direção a Santa Catarina quando tudo aconteceu. “Desliguei o caminhão e de repente só escutei o estalo, olhei e falei ‘Jesus’. Só deu tempo de eu segurar no volante com força”, lembra.

“Me jogou em cima de outro caminhão, mas no outro não aconteceu nada, que seguiu. Aí eu desci correndo, estalando tudo, descendo barro. Eu fui a pé, o povo me perguntando, peguei uma carona para voltar e cheguei no posto”, conta.

Ao rever o caminhão que dirigia no posto da PRF (Polícia Rodoviária Federal), ele descreveu a situação como um “livramento”.

“O impacto é grande, me arrepia”. Ele ainda contou que viu dois carros na frente dele. “Acho que foram engolidos”, diz.

As buscas por sobreviventes seguem nesta quinta-feira (1º). Até o momento, seis pessoas foram resgatadas com vida e duas pessoas morreram.