Briga por conta de bermudas termina em 40 socos e detento em estado crítico na Papuda

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Por: Pedro Leal

13/01/2024 - 16:01 - Atualizada em: 13/01/2024 - 16:27

O furto de duas bermudas teria sido o motivo para que um detento do complexo Penitenciário da Papuda fosse espancado até entrar em estado crítico nesta quinta-feira (11), segundo a coluna de Carlos Carone e Mirelle Pinheiro, no portal Metrópoles.

André da Silva Lopes, de 26 anos, foi espancado com 40 socos e sofre risco de morte cerebral. As agressões causaram o afundamento do crânio e o dilaceramento da pele da cabeça.

Ele foi agredido pelo lutador de MMA Caio Henrique Batista da Silva, de 29 anos, com o qual dividia a cela 10 da Ala G. Caio cumpre pena há nove anos pelos crimes de assalto, porte de arma e receptação.

Em depoimento, ele afirmou que agrediu o colega de cela por um suposto roubo das peças de roupa. Ele contou à polícia que André lhe deu um soco quando foi confrontado sobre o paradeiro das bermudas. Foi aí que Caio partiu para cima dele e o atingiu com ao menos 40 socos. Depois, gritou que um detento estava passando mal.

No depoimento, Caio não demonstrou remorso, afirmando que “arrebentou ele mesmo” e que se André não fosse socorrido “morreria lá mesmo”. .

Um médico que integra a equipe de saúde da Papuda constatou a gravidade dos ferimentos, e o Corpo de Bombeiros do Distrito Federal (CBMDF) foi acionado.

Depois de constatarem que o preso corria risco de morte, ele foi socorrido de helicóptero para o Hospital de Base do DF (HBDF).

Após exames preliminares, os médicos concluíram que o detento está com um edema grave no cérebro e ficará sob acompanhamento, sem sedação, por 12 horas. O risco de morte cerebral é grande, segundo os colunistas do Metrópoles.