O Corpo de Bombeiros Voluntários de Jaraguá do Sul realiza mais uma edição do pedágio. A ação acontece neste sábado (7), entre 9h e 12h, em diversos pontos da região central da cidade.

De acordo com o comandante Neilor Vincenzi, o dinheiro arrecadado vai servir para complementar o valor utilizado para manter as despesas básicas da corporação.

“Há um déficit e nós acabamos Temos uma despesa maior do que os nossos recursos. Para completar o orçamento, nós precisamos realizar alguns eventos. Além dos pedágios, nós fazemos cursos de brigadista para empresas, promovemos rifas e feijoadas. Todo mês faltam entre R$ 20 mil e R$ 30 mil. Todos os meses arrecadamos cerca de R$ 200 mil e gastamos aproximadamente R$ 230 mil”, afirma.

Leia mais: Projeto do Rotaract vai doar mais cadeiras de rodas

Neilor conta que itens básicos para o atendimento da comunidade em casos clínicos, de acidentes de trânsito e incêndios são comprados com o dinheiro do pedágio.

O oxigênio utilizado nos atendimentos pré-hospitalares, a manutenção das viaturas e até a alimentação dos voluntários durante os plantões são custeados com o dinheiro das ações.

“Até os zeladores foram dispensados e toda a manutenção da sede é feita pelos voluntários. Agora, nós não temos mais onde economizar”, afirma.

Ao todo, 200 voluntários vão participar desta edição do pedágio. “Além dos bombeiros, estão envolvidos amigos, parentes e outras pessoas que acreditam na nossa causa. Além do pedágio, essas pessoas participam de outras ações promovidas pela corporação”, conta Vincenzi.

O comandante convida a população para contribuir com a campanha realizando doações nos dez pontos de coleta estrategicamente escolhidos pela diretoria e o comando da entidade. Os locais não foram revelados pela corporação.

Em julho de 2017, os bombeiros voluntários arrecadaram R$ 44.890,09 durante a campanha do ano passado. O comandante do Corpo de Bombeiros Voluntários ressalta que o valor da ação também foi destinado para cobrir as despesas que a corporação acumula com o déficit nas despesas.

Nos primeiros seis meses de 2018, a corporação realizou 3.976 vistorias; 1.428 análises de projetos; 3.661 atendimentos pré-hospitalares; 112 combates a incêndio; 196 atendimentos extraordinários (buscas, capturas de animais, isolamentos em vazamentos de produtos perigosos).

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) atendeu a 1.363 ocorrências.

Quer receber as notícias no WhatsApp?