Foto: Cláudio Costa/OCP News
Foto: Cláudio Costa/OCP News

O trabalho de varredura no rio Itapocu para encontrar Luciane Vieira Kochela, 39 anos, foi paralisado pelo Corpo de Bombeiros Voluntários no fim da tarde desta quarta-feira (7). Desde a manhã, as buscas estão sendo realizadas em uma prainha nas proximidades do posto Rudinick.

As buscas foram feitas com um barco e com os bombeiros tateando as margens e o fundo do curso do rio. Durante todo o dia, eles buscaram o corpo da mulher desaparecida no leito, entre galhos e pedras.  “É uma situação complicada.

Não temos uma informação exata. Estamos trabalhando em cima de probabilidades e isso torna a busca ainda mais delicada”, comenta, ao ressaltar que o corpo de Luciane, caso ela tivesse se afogado na segunda-feira, já estaria boiando na água.

Apesar da correnteza fraca e de alguns pontos em que a água chega no meio do corpo, o comandante dos bombeiros voluntários destaca que há pontos em que é possível que a pessoa se afogue na área indicada pelos cães da PM.

 

Quer receber as notícias no WhatsApp?