Mãe não conseguiu chegar à maternidade. Equipes do Samu ajudaram nos cuidados após o nascimento.

Os bebês andam apressados para nascer em Joinville. Depois de um nascimento no Helicóptero Águia, da Polícia Militar, desta vez foi o joinvilense Lorenzo Maia que não esperou a mãe chegar à maternidade. Ele nasceu na manhã desta quarta-feira, em um posto de combustíveis no bairro Saguaçu, na zona Norte de Joinville. Era perto de 8 horas da manhã e a mãe sentia que as contrações estavam regulares e bem ritmadas e anunciavam que estava na hora do parto. Sentindo que chegara a hora, os pais de Lorenzo, Scheila Cristina Pavesi e Gilliard Vidal Maia, ambos de 35 anos, saíram de casa rumo à maternidade Darcy Vargas, mas não deu tempo. O menino nasceu com 3,975 quilos, no carro do casal, estacionado no posto de combustíveis, contando apenas com os esforços da mãe e a ajuda do pai. Duas equipes do Samu chegaram ajudaram na limpeza e nos procedimentos para garantir que mãe e filho chegassem bem à maternidade. Segundo a coordenadora de uma das quatro Unidades de Suporte Básico (USB) do Samu de Joinville, Camila Silva Schwantes, quando a equipe chegou ao posto, o bebê já havia nascido e estava com todos os sinais vitais muito bons. — Ele nasceu muito bem. O trabalho do Samu foi cortar o cordão umbilical, colocar ele pra mamar e cuidar para que a família chegasse bem à maternidade. O pai acompanhou de perto o nascimento e fez várias fotos de Lorenzo com a equipe que ajudou a família. Já mais calmo, na Darcy Vargas, ele se sentia orgulhoso e feliz com o desfecho. Lorenzo deve ir pra casa ainda nesta semana. Fonte: A Notícia / Foto: Divulgação