Uma ação conjunta da Guarda Municipal de Florianópolis e do setor de Fiscalização de Transportes da Prefeitura da Capital flagrou e apreendeu 3 barcos que faziam transporte irregular de pessoas para a Costa da Lagoa, na região da Lagoa da Conceição.

De acordo com Bruno Laureano, presidente da Cooperbarco - cooperativa que tem autorização da prefeitura para realizar a atividade -, os barcos clandestinos atuam principalmente durante a semana, quando não há fiscalização. “Neste sábado (15), eles também operaram, mas domingo (16) acabaram autuadas”, relatou.

Foto GMF/Divulgação

Segundo o presidente da Cooperbarco, os barcos clandestinos são de propriedade dos donos de restaurantes na Costa da Lagoa.

Movimento reduzido

De acordo com o presidente da Associação dos Moradores da Costa da Lagoa, Volnei Valdir de Andrade, os restaurantes atraem os clientes com promoções anunciadas em sites, que incluem o transporte gratuito até o local. “O movimento de visitantes nos barcos da Cooperativa reduziu em até 60% com a presença dos clandestinos”, estimou Andrade.

Foto GMF/Divulgação

As cooperativas autorizadas pelo Poder Público realizam 32 viagens por dia entre a Lagoa da Conceição e a Costa da Lagoa, com horários entre 5h50 às 23h30min. São cerca de 700 pessoas transportadas diariamente de segunda a sexta, e até 1,4 mil pessoas por dia aos finais de semana.

O morador da Costa da Lagoa paga uma tarifa de R$ 3,25, enquanto os visitantes desembolsam R$ 12,50. Após a autuação, os barcos foram lacrados e ficaram ancorados no Canto dos Araçás, na Lagoa da Conceição.

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul