Moradores e turistas estão ignorando placas de alerta e se arriscando a tomar banho e mergulhar em uma barragem privada de uma empresa no bairro Rio Novo, em Corupá.

Conforme a Defesa Civil, a barragem está em fase de testes e instalada em uma APP (Área de Preservação Permanente). “Recebemos informação de que pessoas estariam invadindo o local, que é privado. Inclusive existem placas de sinalização sobre a entrada proibida, por ser local de risco’’, explica o diretor Claudio Siqueira.

Recentemente, a reportagem do OCP News foi visitar o local para conhecer a estrutura que vai gerar energia e beneficiar a comunidade local | Foto Gabriel Junior/OCP News

A barragem é cercada por todos os lados, mas atrai muitos curiosos porque fica às margens de uma estrada usada como trajeto para a Rota das Cachoeiras.

Barragem é cercada, mas fica às margens de uma estrada e atrai muitos curiosos | Foto Gabriel Junior/OCP News

Proibido nadar no local

Mesmo com a sinalização que proíbe nadar no local e avisando que a usina fica em uma APP, as pessoas desrespeitam as orientações e invadem a barragem. Segundo Siqueira, a invasão é considerada crime e pode resultar em prisão. Há, inclusive, uma placa com os telefones de emergência para que as pessoas façam denúncia.

Placas de sinalização existentes próximo à barragem no Rio Novo | Foto Gabriel Junior/OCP News

“Não é permitida qualquer forma de banho no local, há uma grande pressão na água, e a barragem inclusive conta com algumas pontas de ferro, onde algumas pessoas utilizam até para pular e se banhar. Há ainda um cano que suga, ele deve ter aproximadamente três metros, e pode causar até uma tragédia", explica.

O diretor da Defesa Civil alerta que também há muitas pedras, o que torna os mergulhos ainda mais perigosos. “Alguns anos atrás tivemos mortes no local. Há riscos de queda, podendo causar fraturas graves. Pela experiência que tenho, é um local muito arriscado para que seja utilizado por banhistas’’, aponta.

Cláudio alerta que nesse local também há muitas pedras, o que torna os mergulhos ainda mais perigosos | Foto Gabriel Junior/OCP News

Pressão da água é fator de risco

A profundidade da barragem é de aproximadamente oito metros. A chance de se afogar é maior por causa da forte pressão da água. Segundo Siqueira, a pessoa que cair pode ficar presa e não conseguir sair a tempo.

Como o bairro Rio Novo possui diversas cachoeiras e belíssimas paisagens, a movimentação de turistas e de moradores é alta nos fins de semana. A Defesa Civil de Corupá já solicitou uma avaliação por parte dos bombeiros voluntários da região para calcular profundidade, riscos e outros dados. Uma ação de prevenção deve ocorrer em breve neste local.

Defesa Civil de Corupá já solicitou uma avaliação por parte dos bombeiros voluntários da região para calcular profundidade e riscos | Foto Gabriel Junior/OCP News

Quer receber as notícias no WhatsApp?