Dados divulgados pelo 10° Batalhão de Polícia Militar (BPM) apontam significativa redução dos indicadores criminais em Blumenau. Em 2020, de acordo com a corporação, a cidade registrou queda no número de homicídios, roubos, furtos e, inclusive, violência doméstica.

Ao longo do ano, conforme o comandante do 10° BPM, tenente-coronel Jefferson Schmidt, houve um incremento no número de operações realizadas pela Polícia Militar, com mais de 33 mil ocorrências atendidas.

 

"Os resultados positivos alcançados são frutos de um trabalho incessante dos policiais militares de Blumenau, que mesmo com todas as adversidades deste ano e o acúmulo de novas funções relativas à fiscalização das medidas sanitárias de controle da pandemia, mostraram-se centrados e comprometidos com a missão de preservar a ordem e proteger a vida," ressaltou Schmidt.

 

Segundo a Polícia Militar, o número de homicídios recuou 25% em comparação com o ano de 2019, caindo de 32 para 24 mortes violentas. Em relação aos crimes contra o patrimônio, a queda foi de 34,9% nos roubos e 31,7% nos furtos. Além disso, os casos de violência doméstica sofreram redução superior a 11%.

Para Schmidt, o maior número de acolhimento às mulheres vítimas de violência doméstica pela Rede Catarina de Proteção à Mulher, com o enfoque simultâneo na fiscalização dos agressores quanto ao cumprimento da medidas protetivas de urgência, evitou o surgimento de novos ciclos de violência.

O comandante lembra ainda que, em 2020, a Polícia Militar de Blumenau registrou recorde histórico de drogas apreendidas, além de elevado número de armas de fogo ilegais retiradas de circulação.

Dados da PM de Blumenau em 2020

  • Ocorrências atendidas: 33.442
  • Pessoas presas/detidas: 2.047
  • Prisão de pessoas foragidas: 111
  • Armas ilegais apreendidas: 80
  • Atendimentos da Rede Catarina: 650
  • Veículos roubados/ furtados recuperados: 151

Indicadores de criminalidade (comparativo 2019/2020)

  • Homicídio: 32 | 24 (-25%)
  • Roubo: 275 | 179 (-34,9%)
  • Furto: 1.526 | 1.042 (-31,7%)
  • Violência doméstica: 866 | 767 (-11,4%)

Receba as notícias do OCP no seu WhatsApp: