Semana começa com sol entre nuvens e temperaturas amenas em Florianópolis | Foto Divulgação
Semana começa com sol entre nuvens e temperaturas amenas em Florianópolis | Foto Divulgação

A 1ª Vara Criminal da Capital realizou na tarde desta quarta-feira (6) audiência de instrução e julgamento na ação penal sobre o caso de um homem flagrado pela polícia militar com um fuzil AR-15, em residência, no bairro Monte Verde em 19 de janeiro deste ano.

O juiz Marcelo Carlin ouviu cinco testemunhas - dois policiais militares que participaram da ação naquele dia e mais três testemunhas de defesa. O magistrado parabenizou os policiais militares pela retirada da arma de circulação ao destacar que certamente vidas foram salvas graças à apreensão. Depois das testemunhas, houve o interrogatório do réu. A audiência no Fórum da Capital durou duas horas.

Também participaram o promotor de justiça Joubert Odebrecht e o advogado de defesa Ricardo Sampaio de Mara. Ao final, o magistrado intimou as partes para apresentação das alegações finais no prazo de cinco dias. Após essa fase, o juiz estará apto a proferir a sentença. O réu continuará preso na Penitenciária de Florianópolis. Ele teve prisão preventiva decretada no dia 26 de fevereiro pela 3ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Santa Catarina

 

Quer receber as notícias no WhatsApp?