Atirador mata ao menos 22 pessoas e deixa outras 60 feridas nos Estados Unidos

Foto: Escritório do Xerife do Condado de Androscoggin

Por: Claudio Costa

26/10/2023 - 05:10 - Atualizada em: 26/10/2023 - 05:44

Um atirador matou ao menos 22 pessoas e deixou outras 60 feridas na cidade de Lewiston, a segunda mais populosa do estado do Maine, com cerca de 38 mil pessoas, na noite desta quarta-feira (25), segundo a polícia do município afirmou à imprensa local.

Se o número de vítimas for confirmado, este será o 6º tiroteio em massa mais mortal da história dos Estados Unidos, de acordo com o instituto Gun Violence Archive. Também seria superior ao número anual de homicídios em todo o Maine. Em 2022, ocorreram 29 homicídios no estado, que tem uma população de quase 1,4 milhão, segundo estatísticas do Departamento de Segurança Pública do Estado. Em 2020, foram 20.

Em um post no Facebook, a polícia de Lewiston afirma que lidou com incidentes no restaurante Schemengees Bar and Grill e na pista de boliche Sparetime Recreation. Há relatos de tiros também em um centro de distribuição da rede Walmart.

A polícia acredita saber quem é o suspeito do tiroteio, disse Jonathan Dienst, colaborador de justiça da NBC News.

“Eles acreditam que o identificaram e estão procurando ativamente por ele e pelo veículo que acreditam que ele dirige. Mas, quanto ao motivo, não há indicação do motivo pelo qual o tiroteio ocorreu”, disse Dienst.

A investigação apura se um outro criminoso está envolvido no ataque. O suspeito, que foi visto com um rifle de assalto, está foragido. A delegacia divulgou imagens para identificação.

O ataque fez com que o governo emitisse um aviso para que os moradores buscassem locais seguros e não saíssem de suas casas. Lojas e empresas também foram aconselhadas a fecharem as portas. As escolas públicas em Lewiston também não vão abrir as portas nesta quinta-feira, anunciou o superintendente do distrito.

“Ainda há muitas incógnitas neste momento. As informações avançam rapidamente, mas nem sempre com precisão”, disse Jake Langlais, o superintendente, em mensagem no site do distrito. “Por favor, continuem abrigados no local ou fiquem em segurança. Continuaremos a atualizá-los com informações e próximos passos, conforme apropriado.”

*Com informações do Jornal do Brasil.