O assalto ao Banco do Brasil que sitiou Criciúma, com início na noite da última segunda e que perdurou pela madrugada, além de ser notícia de destaque até internacional, agora, virou música e polêmica.

O clipe, com cenas registradas por moradores da cidade, e a repercussão da imprensa, já tem mais de 32 mil visualizações no YouTube e quase 500 comentários.

A música é do chamado MC Bokão “Empresário do Crime”, que já fez outros raps relatando, como se tivesse participado, de demais atos de violência, e inclusive já foi alvo da Justiça por apologia ao crime em suas letras.

Uma delas, na qual foi chamado a depor, fala de uma ação semelhante em Botucatu, em São Paulo, em julho deste ano. Ele disse à época que faz música baseada em notícias e que é apenas um personagem.

"Eu tenho meu modo de visão, quanto a isso e estou tranquilo porque não tenho envolvimento com nada, represento apenas um personagem e canto o que está na mídia, me coloco na situação. Nunca tive a intenção de fazer apologia ou enaltecer o crime, eu só canto o que é divulgado na mídia", defendeu-se, à época, em entrevista ao portal G1.

Repercussão

Ele tem 410 mil inscritos na plataforma de vídeo. Em um dos comentários em seu Instagram, um seguidor pediu para que ele fizesse uma música com o que aconteceu na cidade.

Reprodução/Instagram

Confira a letra

“Quer saber da nossa estratégia

arrasta pra cima

foca na quadrilha

analisa o estrago que nós fez

fica de k.o com a firma

la em Criciúma

sabe que foi a bola da vez

dupliquei os malote e voltei mais pesado

só foi selecionado os melhor do Brasil

no time é cada um de cada estado

é tipo Champions League só bandido de fuzil

e no beat nós vai levando igual leva os malote

elas sabe que o pai tá forte e hoje quer colar

invejoso nós mira e acerta no pote

e se ficar na reta nós vai te atropelar

tá presente a ponto 50 do terror

mais quando ela cantou

eles não quiseram se aproximar

eu sei que a vizinhança se assustou

a cidade abalou

mais é as de 100 que nós quer levar”

 

 

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul