Dois criminosos, de 39 e 20 anos, foram condenados a mais de 22 anos de reclusão por dois roubos de veículos, em Criciúma. Os crimes ocorreram nos bairros, Rio Maina e Pinheirinho, em junho e agosto do ano passado.

Em um dos crimes, o assaltante rendeu a vítima quando saía do supermercado. Ele a manteve como refém por algum tempo, apenas liberando a mulher na cidade de Siderópolis, e subtraiu o veículo e outros pertences. O automóvel foi localizado e restituído à vítima.

O autor foi identificado em investigação da Polícia Civil e capturado com a decretação da prisão preventiva, tendo sua sentença definida em 9 anos e 4 meses de reclusão.

No outro roubo, uma dupla armada rendeu fregueses de um bar no Pinheirinho. Os clientes tiveram seus pertences levados. Ainda foi subtraída a caminhonete de uma das vítimas. O carro foi localizado no mesmo dia, sendo restituído ao proprietário.

Os investigadores identificaram um dos autores, que restou indiciado por quatro roubos naquele mesmo período. Teve sua prisão preventiva decretada e permaneceu preso durante o julgamento. Sua pena foi definida em 13 anos e 4 meses de reclusão.

As investigações foram realizadas pela Divisão de Repressão a Roubos da Polícia Civil de Criciúma (DRR/DIC-PCSC), coordenada pelo delegado Yuri Miqueluzzi.

As sentenças foram proferidas pela 1ª e 2ª Varas Criminais de Criciúma, com atuações da 1ª e 2ª Promotoria de Justiça na acusação.