A equipe da divisão de roubos e antissequestro da Deic (Diretoria de Investigações Criminais) veio de Florianópolis para identificar os assaltantes que atacaram um carro-forte na BR-280, em Araquari, na manhã desta sexta-feira (7). Os bandidos utilizaram um cavalo mecânico para parar o veículo de transporte de valores. De acordo com o jornal Diário Catarinense, o delegado Anselmo Cruz, titular da divisão, foi até o local com a equipe. Ao jornal da Capital, Cruz afirmou que o grupo não conseguiu obter êxito na ação porque os explosivos falharam. Os bandidos ainda tentaram abrir o cofre do veículo com ferramentas, mas não conseguiram. A Deic suspeita que a quadrilha seja formada por criminosos do Paraná ou do Rio grande do Sul. A suspeita foi levantada após a análise do modo como a quadrilha realizou a tentativa de assalto. Nos estados vizinhos ações parecidas já foram realizadas.  “Em Santa Catarina não é comum esse tipo de interceptação ao carro-forte em movimento. O último ataque assim aconteceu há quatro anos na Serra Dona Francisca”, disse o delegado em entrevista ao Diário Catarinense. A quadrilha que realizou o assalto em Joinville era do Rio Grande do Sul. Dois assaltantes foram presos após o crime.